cookieminer

CookieMiner é o malware que rouba criptomoedas de usuários de Mac

Graças ao trabalho feito por pesquisadores da Unidade 42, um conhecido centro de pesquisa de segurança em Palo Alto, um novo foi descoberto malwares endereçado aos usuários MacOS. Chama-se CookieMiner e sua tarefa é roubar criptomoedas usando cookies para plataformas de negociação como Coinbase, Binance, Poloniex, Bittrex, Bistamp e MyEtherWallet.

LEIA TAMBÉM:
O WhatsApp estaria pensando em sua própria criptomoeda

Olho para malware que no macOS rouba suas criptomoedas através de cookies

Bitcoin-logo-criptovalute

A descoberta do CookieMiner pela Unit 42 surge com a análise de OSX.DarthMiner, o malware que saltou para o final do 2018 e que, mesmo nesse caso, afetou especificamente os dispositivos macOS. Quanto ao CookieMiner, o vírus tem a tarefa de roubar senhas salvas no Google Chrome e mensagens salvas em backups do iTunes. Uma vez obtida essa informação, entrar nas plataformas de criptomoeda mencionadas torna-se brincadeira de criança.

E ter autenticação 2 ativa não é suficiente, dado que entre os dados roubados também existem cookies de autenticação. Estes são explorados pelo hacker para fazer o site acreditar que ele já está logado, para que ele não seja obrigado a validar o acesso via e-mail ou SMS. Mas não termina aqui: como indicado pelos pesquisadores da Unidade 42, euO malware também cuida da instalação de software de mineração. Ao fazê-lo, a máquina da vítima será explorada para minar as criptomoedas (neste caso, Koto) sem o seu conhecimento.


Não perca nenhuma novidade, oferta ou resenha publicada em nosso site! Siga-nos nas redes sociais para se manter atualizado em tempo real graças a:

Canal de Ofertas , Canal de notícias, Grupo de telegramas, página no Facebook, Canal do youtube e Fórum.

Mais notícias
facebook messenger instagram whatsapp
Os EUA não querem que o Facebook se junte ao Messenger, Instagram e WhatsApp