Netflix

Netflix: contas compartilhadas podem ter horas contadas graças à inteligência artificial

Desde que os serviços de streaming receberam um aumento, graças à qualidade oferecida, mais e mais usuários têm procurado maneiras de "enganar" as plataformas para obter o mesmo serviço enquanto compartilham os custos. Assim, as contas familiares de Netflix, bem como de Spotify e outras plataformas, com pouca frequência, são compartilhadas com estranhos, dividindo o custo. Isso em breve não será mais possível: um iniciar britânico, Synamedia, Para CES 2019 di Las Vegas apresentou uma IA capaz de combinar vários fatores (incluindo pontos de conexão e outros) e relatar quaisquer abusos desse tipo para a plataforma.

Synamedia apresenta IA que ameaça o compartilhamento de contas da Netflix e além

Netflix

O problema de compartilhar contas para economizar dinheiro poderia, portanto, ter uma solução graças a Synamedia, mas a questão é outra: as plataformas de streaming realmente se interessarão em estabelecer um limite para o compartilhamento descontrolado de contas? Várias vezes questionadas sobre o assunto, parece que os administradores de Spotify, bem como de Netflix negligenciou a coisa e provavelmente não por acaso. Sem a possibilidade, por exemplo, de dividir uma conta de 13.99 € por mês para 4 dispositivos (a conta premium da Netflix com visão UHD) a plataforma provavelmente teria muito menos ressonância. O mesmo discurso pode ser repetido de maneira mais ou menos igual para Spotify e outros serviços.

Leia também: 3 meses de Netflix grátis com a Vodafone: veja como obtê-los

Em suma, os meios foram disponibilizados, agora caberá às empresas decidirem por si mesmas se devem usar a IA da Synamedia ou continuar nessa direção.


Não perca nenhuma novidade, oferta ou resenha publicada em nosso site! Siga-nos nas redes sociais para se manter atualizado em tempo real graças a:

Canal de Ofertas , Canal de notícias, Grupo de telegramas, página no Facebook, Canal do youtube e Fórum.

Mais notícias
morotola razr
Motorola RAZR: venda adiada novamente