antenas

AGCOM intervém na parada da Ilíada em Roma: "O bloqueio é ilegítimo"

Quanto aofechar acordo com INWIT aponta para melhorar a situação, a situação de desempenho Ilíada não é particularmente positivo. Como demonstrado pelos testes nPerf, o novo operador está na parte inferior do ranking, se falamos de velocidade. Certamente não é a situação que ajuda novas instalações de antenas, dado os vários blocos em que a empresa correu para a Itália. Entre estes também encontramos pare em Roma, em que oAGCOM, dada a alegada ilegitimidade desta manobra.

O bloqueio das instalações da Ilíada em Roma não seria legítimo, de acordo com a AGCOM.

Segundo o fiador italiano, de fato, essas burocracias violariam as regras que protegem a concorrência no mercado. A solicitação de liberação é mostrada no último Boletim Semanal, datado de 8 April 2019. A Ilíada iniciou o processo de instalação por mais de um ano, mas no meio há três atos de negação pelo município de Roma.

Especificamente, as instalações em questão seriam feitas em via dos Jogos Isthmianosem via Alberto Bergamini e em via Alberico Albricci. Em todos e 3, os casos não seriam invasivos, dado que é estruturas existentes herdado das plantas liberadas por Vento 3.

Ilíada

Estes blocos derivam da resolução da Assembléia Capitolina No. 26 / 2015, cujo artigo 4 prevê um distância de metros 100 de sites sensíveis. Nesse momento, a Iliad solicitou a indicação de sites alternativos onde pudessem instalar suas antenas, uma solicitação que não foi respondida nos meses seguintes.

De acordo com a Autoridade Antitruste, essa situação não só está injustamente afetando a Ilíada agora, mas pode levar a muitos problemas em relação a instalações futuras, já que o 5G está na esquina. Neste ponto, a bola passará para o competente TAR, já que o ajuste regulatório necessário está faltando.


Não perca nenhuma novidade, oferta ou resenha publicada em nosso site! Siga-nos nas redes sociais para se manter atualizado em tempo real graças a:

Canal de Ofertas , Canal de notícias, Grupo de telegramas, página no Facebook, Canal do youtube e Fórum.

Mais notícias
vodafone tim wind
O Codacons reporta TIM, Vodafone e Wind por recargas incorretas