malware do google android

Olho para WhatsApp e Telegram: há uma falha nos arquivos recebidos

Com o advento das plataformas de mensagens, o alvo dos hackers mudou precisamente para essas realidades. Não surpreende que, quando se trata de malware, um dos aplicativos mais atingidos seja o Whatsapp. Apesar dos fortes sistemas criptográficos aplicados pelas respectivas empresas, não faltam falhas de segurança. Como o descoberto pela equipe de pesquisadores nos dias de hoje Symantec, que também afeta o rival direto, ou Telegram.

Um problema de segurança afeta os arquivos de mídia no WhatsApp e Telegram

Quando se trata do Android, os aplicativos podem optar por salvar arquivos de mídia, como imagens e áudio, na memória interna ou externa. A última é geralmente a opção mais usada, pois permite maior liberdade de mover e modificar arquivos entre os vários aplicativos instalados. Infelizmente, isso esconde uma possível falha que pode ser explorada pelos bandidos.

Essa técnica, chamada Bloqueio de arquivo de mídia, consiste em fazer com que o usuário baixe um aplicativo mal-intencionado, através do qual manipular os arquivos em questão. Por exemplo, depois que o aplicativo ofensivo é baixado, o hacker que o manipula pode usá-lo para editar uma foto recebida no WhatsApp, mesmo antes que o usuário o veja.

No momento, apenas a equipe do WhatsApp respondeu a isso, alegando que já está trabalhando para resolver o problema. Ainda não está claro como, embora eu assuma que o salvamento na memória interna será ativado por padrão. Caso o usuário mude para o externo, provavelmente será avisado do que poderia acontecer.


Não perca nenhuma novidade, oferta ou resenha publicada em nosso site! Siga-nos nas redes sociais para se manter atualizado em tempo real graças a:

Canal de Ofertas , Canal de notícias, Grupo de telegramas, página no Facebook, Canal do youtube e Fórum.

Mais notícias
Lojas do Facebook: agora todos podem vender on-line